Alice no País da CPI

02 agosto 2007

"Vôo JJ 3054 - Uma cena".


17 de julho de 2007:Desespero , dor da perda ...

SE O AMANHÃ NÃO VIER...
Se eu soubesse que essa seria a última vez que eu veria você dormir.
Eu aconchegaria você mais apertado, E rogaria ao senhor que protegesse você.
Se eu soubesse que essa seria a última vez que veria você sair pela porta, Eu abraçaria, beijaria você, e chamaria de volta.
Para abraçar e beijar uma vez mais.
Se eu soubesse que essa seria a última vez que ouviria sua voz em oração, Eu filmaria cada gesto, cada palavra sua.
Para que eu pudesse ver e ouvir de novo, dia após dia.
Se eu soubesse que essa seria a última vez, Eu gastaria um minuto extra ou dois, para parar e dizer: EU TE AMO Ao invés de assumir que você já sabe disso.
Se eu soubesse que essa seria a última vez, Eu estaria ao seu lado, partilhando do seu dia, ao invés de pensar: "Bem, tenho certeza que outras oportunidades virão, então eu posso deixar passar esse dia."
É claro que haverá um amanhã para se fazer uma revisão, E nós teríamos uma segunda chance para fazer as coisas de maneira correta.
É claro que haverá outro dia para dizermos um para o outro: "EU TE AMO".
E certamente haverá uma nova chance de dizermos um para o outro: "Posso te ajudar em alguma coisa?"
Mas no caso de eu estar errado, e hoje ser o último dia que temos.
Eu gostaria de dizer O QUANTO EU AMO VOCÊ, E espero que nunca esqueçamos disso.
O dia de amanhã não esta prometido para ninguém, jovem ou velho.
E hoje pode ser sua última chance de segurar bem apertado, a mão da pessoa que você ama.
Se você está esperando pelo amanhã, porque não fazer hoje?
Porque se o amanhã não vier, você com certeza se arrependerá pelo resto de sua vida.
De não ter gasto aquele tempo extra num sorriso, num abraço, num beijo.
Porque você estava "muito ocupado" para dar para aquela pessoa, aquilo que acabou sendo o último desejo que ela queria.
Então, abrace seu amado, a sua amada HOJE.
Bem apertado. Sussurre nos seus ouvidos, dizendo o quanto o ama e o quanto o quer junto de você.
Gaste um tempo para dizer: "Me desculpe" "Por favor" "Me perdoe" "Obrigado" ou ainda: "Não foi nada" "Está tudo bem".
Porque, se o amanhã jamais chegar, você não terá que se arrepender pelo dia de hoje. Pois o passado não volta, e o futuro talvez não chegue. ¨

* Para mais de 200 pessoas o amanhã não chegará ...





23 Comments:

At 2/8/07 09:59, Blogger Fábio Max Marschner Mayer said...

O problema todo é que as "autoridades" nacionais vêem as pessoas apenas como meros contribuintes que devem pagar seus salários e mordomias.

Nossas "autoridades" só sensibilizam quando a tragédia lhes atinge...

 
At 2/8/07 11:06, Blogger Renata said...

Nossa, emocionante este post! Fiquei sem palavras...pq não há palavra alguma que represente esta dor, não é?!
bjos,

ah, vim pela blogagem, muito prazer em conhecê-la!

 
At 2/8/07 12:28, Blogger Ricardo Rayol said...

perfeito o texto que escolheu, até deu arrepios.

 
At 2/8/07 13:22, Blogger shirlei horta said...

Pois se a gente nunca na vida se vir, saiba que eu prestei atenção a cada palavra do seu texto e me senti muito próxima a você. E isso me fez bem. Obrigada,

 
At 2/8/07 15:41, Blogger andre wernner said...

Alice,
Bela reflexão para um momento de inspiração para revermos, realmente, como anda o nosso dia, o nosso caminhar e, principalmente, o sentir de nossos corações.
Afinal, o que é a vida senão uma troca permanente, uma via de duas mãos, onde ambos devem respeitar às leis, às normas, às diretrizes do coração e do respeito mútuo, não é mesmo?
Estamos todos de passagem e num aprendizado.
Quando voltar, por certo, terei que prestar contas desse aprendizado para não dizer que, simplesmente, perdi meu tempo...
O tempo não espera!
O tempo é implacável!

Nessa fatalidade aérea, os responsáveis, por certo, também pagarão o seu preço aqui, e muito mais no futuro.

Portanto, muita luz e amor em sua vida.
Abs

 
At 2/8/07 21:06, Blogger Alice said...

Verdade Fábio, mas as vezes tenho uma dúvida : será que eles se sensibilizam ou estão apenas preocupados com a opinião pública ? como os votos ...
Bjins

 
At 2/8/07 21:07, Blogger Alice said...

Brigada pela visita , venha sempre :)
Renata emocionante ,minhas lágrimas que o digam ...
Bjins

 
At 2/8/07 21:08, Blogger Alice said...

È Ricardo ...

 
At 2/8/07 21:09, Blogger Alice said...

Brigada Shirley pela visita :).
Eu que agradeço .
Bjins

 
At 2/8/07 21:13, Blogger Alice said...

È André , "a vida é via de duas mãos" lindo ...hj to chorosa com a blogagem ...
Bjins

 
At 2/8/07 22:48, Blogger Saramar said...

Alice, já chorei muito hoje, lendo os posts dessa blogagem.
Este texto me deu um instante para pensar sobre nossa fragilidade diante da perda, de todas, mas principalmente desta mais iremediável.
Não sabemos nunca, não queremos saber e nunca faremos o que ele ensina porque a vida só se nutre de vida.
Se soubéssemos da morte, tenho cereza, morreríamos antes.

Obrigada pela beleza que você mostrou.

beijos

 
At 3/8/07 11:56, Blogger Alice said...

Eu tbm Saramar chorei ,mas ainda tenho um grito na garganta ,que vou soltar no próximo post...
Obrigada a vc , pela visita :)
O pior que a morte é a dor da saudade sentida ...
Bjins

 
At 3/8/07 19:17, Blogger Chawca said...

Cenas como essa nos mostram o quanto somos vulneráveis e pequenos...
E o quanto devemos exercitar o amor, pq amanhã pode ser tarde demais,,,
Só me deixa mais triste saber que o direito ao amnhã dessas pessoas foi tirado pela neglicência de uns poucos...
A imagem do desespero desse rapaz da foto que vc postou é uma das mais marcantes de tudo isso, nunca vou me esquecer...
Ótimo texto, parabéns..
Um beijo

 
At 5/8/07 00:38, Blogger andre wernner said...

Alice,
Eu me apropriei da imagem de Deus com os braços abertos aqui do seu blog. Foi emprestado e por uma boa causa, ok? Dei o crédito, obviamente. Bom domingo!
Grato

 
At 5/8/07 01:24, Blogger Flávio said...

Oi, Alice! Eu não sabia que vc tb estava na blogagem coletiva. E, aliás, com um post impressionante!...

 
At 7/8/07 11:44, Blogger Santa said...

Oi, ALICE

notícias da Santa.

Amanhã faz a primeira revisão da cirurgia. Ela ainda sente algumas dores, está tensa, chateada. Mesmo assim lembrou dos leitores do blog e pediu que eu transmitisse os agradecimentos pelo carinho recebido.

(Santinha, a estagiária)

 
At 7/8/07 13:23, Blogger Alice said...

Brigada Chawca ,é verdade essa imagem vai ficar gravada para sempre .
Bjins

 
At 7/8/07 13:25, Blogger Alice said...

Não tem problema André .
Brigada e para vc tbm .
Bjins

 
At 7/8/07 13:26, Blogger Alice said...

Tava sim Flávio na blogagem ...
Bjins

 
At 8/8/07 00:26, Blogger andre wernner said...

Alice como você não comentou no seu blog sobre a perda seu animalzinho, respondo o seu comentário no meu blog, e posto aqui também, ok? Bjs!
.-.-.-.-.-
Alice
Lamento pela perda. Como a própria palavra diz, a “perda” é uma coisa chata, triste, principalmente quando é algo que a gente ama. Que alimenta um sentimento verdadeiro. E um animalzinho perto da gente, faz a diferença. E não é pouca. Afinal, amar um bichinho é antes de tudo respeita-lo e saber que ele também tem os seus direitos. Não aqueles escritos nos papéis e que muitas vezes são engavetados. Mas aqueles que carregamos em nossos corações.

Veja você como é a vida. Ela teve tão somente cinco dias ao seu lado! Para nós, que gostamos dos animais é realmente muito pouco. Queríamos mais, sem dúvida. Mas, agora, imagine para ela a importância desses últimos cinco dias de sua vida. Pela situação em que ela se encontrava, como você relatou, imagine como vinha sendo tratada, ou, abandonada à própria sorte.

Você e seus familiares foram generosos. Cumpriram com o desejo de seus corações e fizeram um belo gesto. É esse amor que faz a diferença! Não importa o trabalho, o custo financeiro que deu em leva-la a um especialista, mas a satisfação de estar fazendo o melhor, na medida do possível.

Portanto minha querida Alice, eu me solidarizo com a sua dor – e ainda estou sob o mesmo efeito -, mas lhe afirmo: amor com amor se paga. O que você fez de bom, sem dúvida, pela lei da ação e reação você terá de volta, mesmo não querendo recompensa.

Afinal, é preciso que os corações sensíveis e iluminados continuem a mostrar a sua luz para que outros, ao ver e sentir a intensidade não se reprima e também façam à sua parte.
Você fez a sua e deixou a lição.
E existe melhor lição do que o amor explícito?
Fique na luz e continue generosa porque só os grandes corações sabem quanta alegria há em ser bom!
Bjs

 
At 10/8/07 12:28, Blogger Ricardo Rayol said...

Querida, Estou convidando para mais uma blogagem coletiva. No dia 13 vamos publicar nossa opinião sobre a CPMF. Maiores informações lá em casa ou no blog Mataador.

 
At 14/8/07 10:57, Blogger Alice said...

Andre ela nem era minha , mas foi por 5 dias amada , querida , cuidada ,fiquei muito triste mesmo, vc não imagina o qto...
Bjins

 
At 14/8/07 10:58, Blogger Alice said...

Ricardo postei sobre a CPMF .
Bjins

 

Postar um comentário

<< Home